quarta-feira, 21 de abril de 2010

Mário Soares desconsiderou os figueirenses

Os vereadores do PSD da Câmara Municipal da Figueira da Foz votaram em branco a proposta da maioria socialista de atribuir a Chave de Honra da Cidade ao antigo Presidente da República, Dr. Mário Soares.

Na base da decisão dos vereadores sociais-democratas está a “falta de consideração” que o Dr. Mário Soares manifestou pelos figueirenses ao recusar a atribuição do nome do seu nome a uma das artérias mais centrais da nossa cidade, durante o mandato autárquico de Pedro Santana Lopes na Figueira da Foz.

“Entendemos no passado, como entendemos no presente, que a figura do Dr. Mário Soares é de sobremaneira merecedora de homenagem pelo Município da Figueira da Foz.

Estadista de dimensão nacional e internacional, rosto emblemático na implementação e defesa da democracia e dos valores de liberdade em Portugal, cidadão exemplar na promoção e defesa dos direitos e deveres de cidadania.

Em 4 de Novembro de 1998 a Câmara Municipal aprovou a atribuição do nome do Dr. Mário Soares a uma das artérias mais centrais da nossa cidade, homenagem que o mesmo recusou invocando a razão de “não querer, em vida, o seu nome na toponímia de uma qualquer rua ou praça”.

A recusa desta distinção da Câmara Municipal da Figueira da Foz e a aceitação de homenagens similares em outros Municípios, nomeadamente em Rio Maior, onde em 2006, o Dr. Mário Soares Mário Soares participou numa inauguração de um troço de estrada com 4 quilómetros com o seu nome, demonstra uma falta de consideração pelos Figueirenses, pelo que esta proposta do executivo nos deixa motivos de perplexidade.”

“Não é de ânimo leve que tomamos esta posição, mas esta atitude do passado do Dr. Mário Soares para com a Figueira da Foz deixou mágoa nos figueirenses” lamentou a vereadora Teresa Machado.

0 comentários:

Publicar um comentário